quinta-feira, 25 de março de 2010

e ninguém, mas ninguém percebia que a sua raiva era um amor muito bem disfarçado, para que ninguém risse, para que ninguém o olhasse surpreso com a grandeza de seu coração.

- Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário