terça-feira, 9 de março de 2010

quando estou feliz demais sinto uma angústia amordaçante: assusto-me. sou tão medrosa. tenho medo de estar viva porque, quem tem vida um dia morre.

- Clarice Lispector

4 comentários:

  1. "Uma angústia amordaçante"
    Acho que essa é a explicação para o que estou sentindo, esse medo da felicidade batendo na porta e eu a empurrando querendo dar duas voltas na chave e jogá-la pela janela. Loucura não?!
    Nós humanos somos assim esquisitos mesmo... Sempre temos que ter algo para nos atormentar, preocupar...

    Beeijos!

    ResponderExcluir
  2. exatamente. acho que quando está bom demais, enjoa muito facil.

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu diria que quando está bom demais sabemos que um dia vai acabar. E isso assusta...

    ResponderExcluir
  4. depende do que está bom demais, tem varios pontos de vista. mais sim assusta quando nos damos contas de que vai acabar

    ResponderExcluir