domingo, 14 de março de 2010

entre homens e mulheres que acham que amor é só poesia tem que haver discernimento, pé no chão, racionalidade. tem que saber que o amor pode ser bom, pode durar para sempre, mas que sozinho não dá conta do recado. o amor é grande mas não é dois. é preciso convocar uma turma de sentimentos para amparar esse amor que carrega o ônus da onipotência. o amor até pode nos bastar, mas ele próprio não se basta.

- Martha Medeiros in Não basta amar pertencente a obra "Trem-bala"

Nenhum comentário:

Postar um comentário