segunda-feira, 2 de agosto de 2010

aí veio a ideia brilhante. será que se eu mergulhasse de cabeça na estupidez desse amor, não me curava? será que se eu, por um minuto apenas, parasse de sentir tudo isso de dentro da grandiosidade que eu inventei para tudo isso e enxergasse de perto como tudo é tosco e pequeno, eu não me curava?

- Tati Bernardi

Nenhum comentário:

Postar um comentário