sexta-feira, 27 de agosto de 2010

minha aparência é péssima, a mente e o corpo exaustos. mas existe uma tranquilidade estranha. não tenho mais nada a perder. não sabia que o mundo era assim duro, assim sujo. agora sei. tenho apenas essa consciência, que só a loucura ou uma lavagem cerebral poderiam turvar. sobrevivo todos os dias à morte de mim mesmo. sinto como uma virilidade correndo no sangue.

- Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário