quinta-feira, 12 de agosto de 2010

escuta aqui, cara, tua dor não me importa. estou cagando montes pras tuas memórias, pras tuas culpas, pras tuas saudades. as pessoas estão enlouquecendo, sendo presas, indo para o exílio, morrendo de overdose e você fica aí pelos cantos choramingando o seu amor perdido. foda-se o seu amor perdido. foda-se esse rei-ego absoluto. foda-se a sua dor pessoal, esse seu ovo mesquinho e fechado.

- Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário