domingo, 15 de agosto de 2010

eu odeio tanto você e essa sua mania aquariana de não ser igual aos outros. odeio esse sincronismo entre o esperar por um amor e o viver um amor. sem você eu tenho tempo pra tudo e continuo sendo nada. será que hoje você já descobriu que apertar o lóbulo da minha orelha quer dizer que me adora? o problema não é responder a pergunta. é saber a resposta de cor-e-salteado. de tanto eu odiar calcular triângulos, amorosos ou não, tento todo dia um pouquinho largar esse trapézio de vida e seguir em linha reta pra onde quer que você e seus cogumelos mofados não estejam. tudo enquanto no final sigo presa no seu círculo delicioso. posso correr pra qualquer lado, dar tantas e tantas voltas, sem nunca escapar de esbarrar no seu peito com cheiro elegante de homem engraçado.

- Gabito Nunes in Cogumelos mofados

Nenhum comentário:

Postar um comentário