segunda-feira, 1 de novembro de 2010


até ali, para mim palavras eram objetos mágicos: agora via que podiam ser traiçoeiros. belos de olhar, mas duros, com arestas cortantes; caramelos de vários sabores que eu deixava rolar na boca com delícia, porém a gente podia se engasgar, até morrer.

- Lya Luft in Laços e punhais pertencente a obra “Pensar é transgredir”

Nenhum comentário:

Postar um comentário