quinta-feira, 9 de dezembro de 2010


ainda que digam que é melhor acabar o que nem teve a chance do começo, que não ia dar certo, que o erro deste inconsequente é imperdoável, algo aqui se recusa a entender e aceitar tudo isso; me pede todos os dias antes de dormir ou acordar, e deitar naquela cama praiana, ou na rede, que eu nade contra a corrente, que eu seja novamente inesperada e, apareça.

- Camila Paier

2 comentários:

  1. olà
    fiz um blog novo e adoraria a sua presença por là
    me siga por favor
    www.amorimortall.blogspot.com
    obrigado
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Humm...trecho da Camila por aqui...

    Boa escolha.
    Very good!

    É sempre bom nadar contra a corrente de vez em quando...

    Bjus =**

    ResponderExcluir