terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Para que você possa entender o que eu também não entendo


esse lance de amor enlouquece muito a gente, eu devo ser louco, lunático, não tem outro nome para isso. se loucura tivesse tradução seria amor, seria amor cara. como o que pode machucar pode ser amor? essa vida, essas palavras, como tudo consegue ser inteiro e mesmo assim não fazer sentido. como você pode não fazer todo sentido e ser tudo aquilo que eu procuro.
te esquecer eu sei que conseguiria, mas não é para isso que eu vivo. quem vive para esquecer não faz ideia do que está perdendo. você tem que lembrar, tem que sentir, tem que sorrir. eu entrei numa dessas ruas da vida que ensinam a gente mas do que a gente pensa em aprender sabe? eu quero insistir nesse erro – ou nesse acerto – que foi gostar de ti. eu decidi hoje que a minha vida segue sim, com ou sem você, mas que o mundo tem outra cor, tem mais vida contigo do meu lado.
vem para mim. não, não vem para mim. pensa primeiro, não gosto de atos sem pensar, resultam em perda cedo ou tarde. eu queria escrever uma carta para ti, porém não, eu conheço você, quando se perder de mim, vai acabar dando um fim nela. tem coisa mais linda que conhecer o outro, e deduzir detalhadamente o que ele vai fazer? tem? porque eu não sei.
eu confio no meu taco, sempre confiei, posso te fazer feliz, te fazer sorrir, te fazer melhor, eu sei que sou demais para você, nem eu consigo lidar com toda essa intensidade dentro de mim, quero te deixar livre porém para poder voar de volta para mim.

- Douglas Lenon
28 de dezembro de 2010

5 comentários:

  1. uauuuuuu qro um amor desse, q me deixe livre pra poder voar de volta pra ele, e que me faça melhor do que sou, quando estiver comigo aiai, q seu 2011 seja belo e doce e que venha cheio de carinho pra vc, e com todas as realizações dos seus sonhos. beijinhoss se cuida.

    ResponderExcluir
  2. Uhuuul, que texto. Ainda estarei na primeira fila esperando um autográfo na estreia de lançamento do seu primeiro livro!

    ResponderExcluir
  3. lindo o texto!
    "não gosto de atos sem pensar, resultam em perda cedo ou tarde." pior que é verdade.

    feliz 2011, bjs

    ResponderExcluir