segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

como os símbolos desse quadro, temos nossos lados negativos que nos prendem no medo e na acomodação, mas também desejamos a claridade e o crescimento pessoal. somos as escolhas que fazemos e as que omitimos, a audácia que tivemos e os fantasmas aos quais sacrificamos a possível alegria e até pessoas a quem amamos; a vida que abraçamos e a que desperdiçamos. em suma, fazemos a escritura da nossa complicada história.

- Lya Luft in Ponto-e-vírgula pertencente a obra “Pensar é transgredir”

Um comentário:

  1. "somos as escolhas que fazemos e as que omitimos, a audácia que tivemos e os fantasmas aos quais sacrificamos a possível alegria e até pessoas a quem amamos; a vida que abraçamos e a que desperdiçamos."

    essa parte é a mais importante. sempre bom lembrar!

    ResponderExcluir