segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

só porque contive os meus crimes, eu me acho de amor inocente.

- Clarice Lispector in Perdoando Deus pertencente a obra “Felicidade Clandestina”

Nenhum comentário:

Postar um comentário