quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

É a escolha entre seguir com o bem, sem saber direito o que é o mal

(ler ao som de O bem e o mal - Detonautas)

para falar bem a verdade eu nem sei porque comecei a escrever agora. fiquei pensando em como as pessoas optam pelo fácil. ninguém está disposto a ver o outro lado da moeda, preguiça mata? mata, por dentro. tenho pensado em me tornar um ser fechado. sem expor muito o que tenho a oferecer. esse texto tem a missão de me pôr no eixo. se é que eu consigo. se é que um dia vou conseguir.
parecia que o grande lance era estar o tempo todo com você. sempre parece isso, que não tem saída, a gente só abre os olhos para uma pessoa, é incrivél como nos perdemos e nos afundamos. mas às vezes eu sentia uma falta imensa de outro alguém. já diria Clarice "saudade, eu tenho sempre." eu não sou homem de um ser humano só, goste ou não goste. eu tenho pessoas, tenho amigos, não abro mão, são meus, são para mim. e a liberdade de escolha pode interferir na liberdade de escolher. nunca entendi muito bem o que essa frase quer dizer, mas faz todo sentido. eu escolho a paz, mas e agora, como que a gente sabe que tem isso? chega por sedex? chega de avião? será que demora? eu não tava realmente me sentindo muito bem. eu não me sinto nem um pouco. nem bem, nem mal. confesso que tô com ciumes, que estou triste, que estou ocupando minha cabeça com o prazer para vê se esqueço o amor. eu não tenho mais idade para – tentar – descobrir o que você quer da vida. deixa que eu sumo, mas não sente minha falta não, só peço isso. não, não, tô esquecendo, eu peço só mais uma coisa: paz.
é a dúvida entre o que é realmente, e o que é realmente ruim. lembra da moeda que eu falei, do que te vale ser do bem, se você não sabe do que o mal é capaz? e vice-versa. porque o certo para você, pode não fazer o mesmo efeito em mim. o que você acha que é certo, eu posso achar totalmente o contrário, mas a gente se encontra ainda meu caro, não precisa ser agora, ainda tem muito pela frente, outras noites, outros bares, outras vidas.

- Douglas Lenon
14 de dezembro de 2010

Um comentário:

  1. ola!! vida que segue ... encontros e desencontros ... beijinhoss ótimo natal pra vc e todos que vc ama. beijinhos no seu coração.

    ResponderExcluir