quarta-feira, 13 de outubro de 2010

2023: Carta para alguém bem próximo


"se ele podia ser fraco ou errar, quem iria para sempre cuidar de mim?"
Lya Luft in Aquelas ilusões pertencente a obra "Pensar é transgredir"

lembra quando você disse que não queria passar o resto da vida com a mesma pessoa, e logo depois de uns anos veio dizendo que me amava e que estava decidido quando entrou na casa dos 30 anos de idade. aceitei porque independente de tudo, eu sempre te esperei, sempre. nessa semana faz cinco anos que a gente se casou – lembra? foi em um dia chuvoso, até então os sábados do mês tinham sido uma maravilha, mas não, escolhemos casar no dia 14 de outubro de 2018, e sem mais. você hoje com 34 anos – daqui duas semanas com 35, desculpa lembrar, te amo –, achando que tem 21 ainda, eu com 30 anos, achando que tenho 38 já. sempre fui eu quem cuidou de você, quem cuida de você.
nessa estrada da vida nunca pensei em ter filhos, sempre fui aberto dizendo que não queria, que eu era feliz assim, e você nunca mencionou nada, nem que queria, nem que não. acabou que acabamos tendo dois – até agora, mãe de aluguel é o que não falta nesses últimos anos – filhos lindos, um casal. todo mundo percebe e eu vou falar, você é o pai mais babão do mundo, eu sou bem reservado, disso todo mundo sabe e percebe. nosso primogênito, uma menina, nasceu numa manhã linda, eu estava com um paciente na hora e não pude estar na hora do nascimento, era dia 30 de novembro de 2019, você fez questão de escolher o nome, olhou para ela e disse, vai se chamar: Diana. abraçou ela de uma forma tão linda, lembro que cheguei bem nessa hora e te dei um super abraço. hoje ela está linda, andando com aquelas perninhas gordinhas, e você ficou morrendo de ciume quando ela me chamou de papai. eu lembro, seu bobo, lindo, meu.
Diana tem teus olhos, e tua risada, sou apaixonado pela tua risada. você podia ter falado qualquer coisa e eu ter me apaixonado por suas palavras, mas me apaixonei pelo teu riso, sincero, doce. teimosa, é sagitariana. acredita em você demais, lembra quando você pediu para ela se jogar de costas que você pegaria ela? ela estava com medo, mas fechou os olhos e se jogou, acreditou em você, e você sorriu, levantou ela no colo, e a abraçou forte dando vários beijos nela. meu Deus, se eu soubesse que família fosse tão lindo, eu teria formado uma antes, há muito tempo atrás.
os anos foram passando, e passando, e decidimos ter outro, ou outra, não sabíamos. dessa vez quem estava na espera era eu, descobrimos que era menino e ficamos todos atônitos, e felizes. te abracei forte no dia e fizemos amor às duas horas da tarde de uma segunda-feira. pensei que o amor fosse diminuindo conforme o tempo, mas não, ele cresce, penso que não tem mais espaço para ele se expandir, e ele arruma jeito, ele continua crescendo, e eu te amando e te amando...
não esperávamos a chegada do bebê, até que a mãe de aluguel teve que fazer a cirurgia às pressas porque houve uma complicação, não entendo muito de medicina, mas o médico disse que tinha acontecido algo e que se o parto não fosse feito com urgência o bebê poderia sofrer algum dano. era dia 7 de abril de 2022, uma quinta-feira, eu falei que não ia para clínica e cancelei os cinco pacientes que eu tinha. eu estava nervoso, e meu parceiro tava para chegar, tinha passado a noite inteira no trabalho, quando ele chegou fiquei mais aliviado, me abraçou e chorei um pouco de nervoso.
Giussepe Miguel, nasceu lindo, saudável. minha família detestava o primeiro nome, achavam desnecessário, e só chamavam o de Miguel. Giussepe tem meu nariz, e é cedo para saber se ele vai herdar minha inseguraça, hoje ele com um aninho, é bem apegado a mim, aprendeu a andar cedo, às vezes trago ele comigo para o trabalho, não que eu não confie na babá, mas é que eu gosto de passar o dia com meu filho. ariano. vivia falando para uma amiga minha, deus me livre, se um dia tiver um filho, espero que seja do signo de virgem do que do signo de áries, ou seja, paguei pela minha língua. Giussepe só consegue dormir com o outro pai dele, também nunca vi alguém ter tanto jeito com criança do que ele.
construí uma família e nem me dei conta disso. hoje sou um psicólogo e escritor reconhecido. casado com um jornalista, muito meu por sinal. tenho minha casa, meu lar, um amor, amigos maravilhosos, filhos perfeitos. eu não tenho do que reclamar, e não tenho nada para pedir, é tudo que eu sempre quis. tudo que eu quero. como o tempo passa e a gente cresce.

hoje, dia 12 de outubro de 2023, te amo como nunca ousarei amar alguém. do sempre teu, Douglas Lenon.

3 comentários:

  1. Ebaaaaaa!!! esse texto ficou bem melhor do que o que eu esperava! sério mesmo! nossa, deu pra imaginar cada cena, cada detalhe. Um belo futuro você viu, fez e tem! =) isso é que eu chamo de feliz e é isso que eu quero pra você ;)
    "espero que seja do signo de virgem" AHUAUSHUAHSAHSUASHU ri muito nessa parte!!! BEIJOS

    ResponderExcluir
  2. Uau! Tô tão pasma com a grandiosidade do texto q só me resta dizer isso: parabéns.

    =**

    ResponderExcluir
  3. Seu texto me deixou sem palavras.
    Eu simplesmente me apaixonei.

    ResponderExcluir