quarta-feira, 20 de outubro de 2010

para quem acha que isso é chantagem, arrisco sair em defesa do amor: ser feliz é uma exigência razoável e não é tarefa tão complicada. felizes aqueles que aprendem a administrar seus conflitos, que aceitam suas oscilações de humor, que dão o melhor de si e não se autoflagelam por causa dos erros que cometem. felicidade é serenidade. não tem nada a ver com piscinas, carros e muito menos com príncipes encantados. o amor é o prêmio para quem relaxa.

- Martha Medeiros in Amor e perseguição pertencente a obra "Non-stop"

Nenhum comentário:

Postar um comentário