domingo, 3 de outubro de 2010

desassossegados do mundo correm atrás da felicidade possível, e uma vez alcançado seu quinhão, não sossegam: saem atrás da felicidade improvável, aquela que se promete constante, aquela que ninguém nunca viu, e por isso sua raridade.

- Martha Medeiros in A raça dos desassossegados pertencente a obra "Non-stop"

Nenhum comentário:

Postar um comentário