sábado, 30 de outubro de 2010

Vai dizer que eu não sou feliz?


não dá para imaginar o quanto somos desejados quando estamos sós. sair sem peso algum, olhar para os lados e cruzar com um olhar despercebido por aí. desperdiçamos carícias quando estamos enamorados e acabamos nos sentindo só com um mundo inteiro a nossa volta. quem podia imaginar que eu sou tão feliz assim, sem gostar, sem me envolver. eu sou tão incrivelmente melhor sem você que nem percebi isso.
felicidade para mim não tem forma, lugar, nem pessoa. acontece quando a gente menos espera. eu sou feliz numa quarta-feira a bebendo chope e jogando conversa fora. eu sou absurdamente feliz numa sexta-feira depois de um dia inteiro de trabalho ir jogar uma sinuca com a minha galera. meus livros me fazem uma pessoa mais feliz, minhas músicas, meus desejos, minhas escolhas. quantas pessoas no mundo conseguem chegar a essa conclusão?
depois do mundo desabar começa a construção do ser. contarei minhas descobertas. descobri que fazer compras é demais relaxante. descobri que as pessoas surpreendem as outras pessoas. descobri que existe vida onde a gente enxerga um vazio. descobri também que o mundo sempre deixa uma porta aberta e que por vezes não aproveitamos.
mais que estar aqui, é se sentir feliz. se sentir realizado. tenho o prazer de dizer que todo mundo acrescenta um pensamento em alguém. hoje eu vejo que tudo valeu a pena. cada tapa na cara que eu levei da vida, cada encontro ou desencontro. que o que tiver que ser, vai ser. não dá para mudar o rumo das coisas. para mim esse mundo não tá de brincadeira e às vezes temos que levar a vida mais a sério, não tão a sério também. é para dizer que eu sou feliz que vivo meus dias sorrindo.

- Douglas Lenon
30 de outubro de 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário