segunda-feira, 11 de outubro de 2010

por que a droga da chuva me lembra todas as vezes que eu voltei para casa sonhando e no dia seguinte me deparei com a frieza do dia seguinte? aonde está você pelo amor de Deus! aonde está você? não vê que estou cansada de pertencer a todos e não ser de ninguém? não vê que minha devolução me enfraquece cada vez mais em me entregar? não vê que na loucura de te encontrar não meço as entregas? e elas nunca são entregas porque eles nunca são você. porque comecei este texto tão bem e mais uma vez esqueci de ser a mulher moderna que eu tanto gostaria de ser para lembrar a mulher romântica que espera por você a cada esquina, a cada decote, a cada riso nervoso que solto em forma de grito à espera do seu socorro.

- Tati Bernardi

Nenhum comentário:

Postar um comentário