sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Ser jovem é para sempre


quem coloca a mão no peito e suspira pensando que está tudo bem? sabe que eu sim. ultimamente a vida roda, e eu acompanho o movimento. eu me julgo como um adolescentizinho, muitas pessoas vão contra essa minha afirmação. mas eu não quero perder esse pedaço de vida que vem pra ser lembrado e não pra deixar passar. eu coloco a mão no peito, olho para o vazio que fica dessa infância que foi passando, e não quero que seja do mesmo jeito com a minha adolescência. quero chegar nos meus vinte e poucos anos batendo no peito e dizendo "isso tudo, que vai ficar na memória, eu não fiz por ninguém não, eu fiz por mim, porque eu mereço".
dane-se tudo, eu estou aqui para abraçar como qualquer um outro. eu estou aqui para nós, como sempre estive. eu estou aqui hoje pra não falar de amor, pra deixar esse espaço para falar de mim. deixa de lado essa mania de pensar que eu sou tão ruim, sou tão triste, sou tão fraco. eu sou tão bom, eu sou o melhor que ninguém vai conseguir alcançar, porque ninguém nesse mundo é eu. eu sou a pessoas mais feliz que esse mundo já viu, e olha que está para nascer o ser que vai me fazer pensar o contrário. eu sou mais forte que muita gente que faz academia por aí, tem gente que malha o corpo e esquece que mente também precisa se exercitar. olha que em questão de mente, eu perco para adolescência que só pensa no mundo fútil das drogas, do sexo pago. e empato com a adolescência que pensa no futuro melhor, na vida para os filhos que vão vir, faço parte dos adolescentes que abraçaram o mundo por uma causa única: não deixar morrer aquilo que é eterno. enquanto existir nós aqui, esse mundo segue, ah se segue.
pra fechar a crônica do dia de hoje, pensa na pessoa que você está sendo pra você mesmo, eu não estou falando só para jovens, estou falando para você, de 23, 27, 35 anos para mais, será que está valendo a pena esquecer o que foi vivido, a adolescência, que meu deus, quem disse que adolescência acaba nos 20 anos, é porque morreu aos 20 anos. ser jovem é para sempre. tem tanta gente que encontra o amor na menopausa, na andropausa. para vir pessoas dizendo que adolescência acaba na segunda década de vida. de uma coisa eu tenho certeza: quando você sorri para si é uma prova de que a tua adolescência existe, e está te implorando para que você aceite-a. de volta.

- Douglas Lenon
29 de setembro de 2010

Um comentário: