domingo, 16 de janeiro de 2011


com o enquanto durar a vontade de esquecer tudo o que nós não somos, com a irresponsabilidade da paixão, do calor, da tranquilidade que dá o estado de êxtase quando se está apaixonado. não sou feita de razão, eu quero me perder no que encontrar: ser labirinto e ser placas de saída. segurança na incerteza. coragem no desejo e desejo de ser mais que mero desejo. sou o além, o limite entre o que há depois do céu que ninguém jamais conheceu ou viveu para contar. sou o desconhecido tão temido. aqui vai meu segredo: sou o passo que falta ser dado na sua vida.

- Tati Bernardi

Nenhum comentário:

Postar um comentário