sábado, 29 de janeiro de 2011

mesmo medonho. baixei a cabeça quando sem pretender fui forçado a dizer assim, cínico talvez, mas absolutamente passível de perdão, embora não necessitasse dele, porque de alguma forma havia feito exatamente o que me fora destinado fazer, ainda que para isso um eu desconhecido precisasse tomar o comando de mim e disse então, olhando nos olhos de um por um dos outros oito: foi por amor que menti.

- Caio Fernando Abreu in Triângulo das águas

Nenhum comentário:

Postar um comentário