segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Você não passa de um menino assustado


eu sempre acreditei que tudo que envolvesse um pouco do amor sairia mais caro. que uma pitada de sentimento faz de um grão de areia o deserto do Saara. de futuro namorado a psicólogo, acho que as coisas definitivamente não saíram exatamente como eu queria. tu é o cara mais forte para qualquer um que passe aqui, mas para mim tu não passa de um menino assustado. eu tinha a visão de que eu sou uma pessoa que necessita de cuidados, que eu nasci para ser cuidado e não para cuidar. então passa um tempo e bem-vindo ao erro. eu nasci para cuidar, e que eu sou mais forte, melhor, e mil vezes mais que você.
tens noção do que é carregar esse karma? cara eu só tenho 18 anos, eu tô entrando nesse mundo ainda, agora que eu comecei a entender que eu posso fazer um cartão, que eu posso comprar bebida alcoolica, que eu posso entrar na sessão pornô da video locadora, que eu posso tantos milhões de outras coisas. que agora eu sou obrigado a votar. eu sou definitivamente obrigado a me listar, mas eu não sou obrigado a cuidar de você.
finja que eu não sei quem você é, esconda todos os seus sentimentos, eu não sou a sua turma, não faço parte da tua galera, mas eu conheço seus passos, eu tenho noção de quem você é. tu disse que eu te vejo tão frágil, e eu te vejo exatamente como você é, frágil. para você reza a lenda que um lobo solitário sempre será um lobo solitário. cara eu acredito em tanta coisa. eu acredito em você, eu acredito em anjos, eu acredito no amor, mas eu não acredito que as pessoas tenham uma sentença decretada. você prefere fingir que eu não sei absolutamente de nada, mas tu sabe que não adianta tu fugir, todos os caminhos levam até mim.

- Douglas Lenon
15 de janeiro de 2011

3 comentários:

  1. Olá, estou te seguindo aqui... adorei seus textos!
    Se puder me seguir, eu agradeço. (:
    lolinemedeiros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Sou viciada no seu blog, já faz mais de três meses que venho aqui todos os dias! Ah, que texto perfeito, eu amei, principalmente, o final !

    ResponderExcluir