domingo, 2 de janeiro de 2011

Mentira que é 2011


se eu disser que até ontem montava carros, e aeronaves com o Lego, acho que ninguém acreditaria. cara que ano foi esse? minha vida deu um giro de 360 graus que nem eu botei fé. ao contrário do que muitos falaram sobre 2010, eu até que gostei, foi um dos melhores anos que já presenciei, e olha que presenciei poucos, aprendi muito, ensinei muito. o verbo sentir foi o ator principal do ano que passou.
tenho em mente que esse 2011 ainda vai me surpreender muito, Deus logo te peço se for para dar um amor, que seja educado, que se importe e que pelo amor de Deus ligue no dia seguinte. odeio ter que ligar perguntando como passou a noite – mesmo que a noite passada tenha sido comigo – e ainda por cima perguntar se dormiu bem, veja se pode. algo que nunca sai de moda e está presente pelo menos na minha vida todos os anos, são meus amigos. que eu continue cultivando esses lindos que tenho.
agora falando de coisa séria, eu espero um governo, não quero discutir política com ninguém, até porque entendo pouco, e a gente tem que confiar em quem tá lá, não digo confiar cegamente, mas é o meu país entende, é o meu estado, e que independente de quem ele for representado, acima de tudo eu quero que ele seja RE-PRE-SEN-TA-DO. isso aqui é um país, não é folia, eu quero paz para esse meu 2011.
que todos os anos que vierem daqui para frente sejam doces, para todos nós. que todo mundo cultive cada vez mais esse eu e que a gente saiba o que fazer com o que a vida nos deu. que a vida continue, e que a gente nunca pare de aprender.

- Douglas Lenon
02 de janeiro de 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário