sábado, 22 de janeiro de 2011

morrer é um chiste. obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. você deixou em casa suas camisas pendurada nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira. logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu.

- Martha Medeiros in A morte é uma piada pertencente a obra “Doidas e Santas”

Nenhum comentário:

Postar um comentário